Gestão condominial preventiva

Todo síndico sabe os desafios diários de sua função – porque o “ser síndico” vai além de um simples papel administrativo condominial e é uma verdadeira missão. Isso, porque para aqueles que exercem esse papel por determinado tempo, conhecem bem as responsabilidades e as questões que o dia-a-dia apresenta. São muitas as preocupações diárias que a gestão de um síndico exige; questões com segurança, compra e aquisição de produtos para manutenção diária, folha de pagamento, férias de funcionários, questões sociais, questões com os condôminos, problemas legais, legislação, enfim, um mundo de preocupações que o síndico precisa responder com cautela.

Porém, um dos grandes desafios para o profissional “síndico” precisa responder é a manutenção da harmonia entre os moradores, o estabelecimento das regras da boa convivência, e apregoar, com sabedoria, os limites para o respeito comum nas práticas da boa vizinhança.

O Professor Arnaldo Rizzardo define a expressão “condomínio” como sendo a comunhão de direitos entre duas ou mais pessoas sobre um bem ou um conjunto de bens. Desta forma, para a convivência harmônica dos condôminos e a sustentabilidade do condomínio se faz necessário uma convenção, um conjunto de regras e princípios que visam assegurar direitos e assinalar os deveres de cada um (Fonte: Jurídico Certo).

E é nesse ponto que surge a necessidade inexorável da assessoria jurídica na gestão condominial. A criação de regras que buscam atender diversas situações, assim como, regimentos que procuram prever conflitos ou situações que carecem de padrões pré-estabelecido, fazem da assessoria jurídica um importante indicador de soluções, um importante indicador de análise cautelar, como também, um importante indicador de segurança na hora de tomadas de decisões.

A assessoria jurídica é um instrumento eficaz que auxilia o síndico na análise cautelosa de contratação de serviços, auxiliar de forma positiva na criação de contratos e tem um papel importante na ampliação do relacionamento com os condôminos, principalmente, no tocante a quaisquer tipos de quebra das regras de conduta e na busca de soluções para qualquer tipo de problemas.


Para o papel da assessoria jurídica no condomínio, podemos destacar também:

– a importância na mediação de conflitos;

– causas trabalhistas;

– cobranças judiciais e extrajudiciais;

– atualização de documentos;

– consultoria jurídica para contratação de prestação de serviços;

– outros.


A contratação de um advogado para o condomínio é uma questão que precisa ser avaliada por todos, essa contratação tem como ponto relevante a segurança para gestores que gostam de trabalhar de forma preventiva.

Sendo assim, podemos entender que a contratação de uma assessoria jurídica não é simplesmente um custo, trata-se verdadeiramente de um investimento coletivo. A necessidade de interpretar situações e trabalhar preventivamente, precavendo-se de questões de vulnerabilidade, caso ocorra algum tipo de dano patrimonial ou eventuais conflitos que podem ser evitados, justifica todo e qualquer valor investido nesse tipo de contratação.

Assim, podemos concluir que vale apena avaliar e proporcionar para todos os condôminos a segurança de uma boa assessoria jurídica. Essa decisão vai além da geração de garantias e tranquilidade na gestão do síndico, é uma decisão assertiva que ultrapassa os instrumentos de segurança jurídica para o patrimônio constituído e torna-se um verdadeiro canal de promoção para o bem-estar de todos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s