12ª edição do FestOrquídeas

12ª edição do FestOrquídeas traz toda a beleza das flores exóticas à Casa de José de Alencar nos dias 22, 23 e 24 de fevereiro

Flor sofisticada e que requer muitos cuidados. Muito se fala sobre o cultivo das orquídeas, mas a verdade é que elas são plantas rústicas que, em sua maioria, se adaptam facilmente a novos ambientes. Para mostrar que cultivá-las é muito mais fácil do que se comenta a Associação Cearense de Orquidófilos (ACEO) tem realizado um trabalho construtivo há mais de 40 anos, culminando em um dos maiores eventos de orquídeas do Brasil, o FestOrquídeas. Em 2019, o festival chega à 12ª edição e acontecerá na Casa de José de Alencar nos dias 22, 23 e 24 de fevereiro. É nesta época do ano que a Cattleya labiata, considerada a mais bela orquídea brasileira, estará no auge de sua floração no Ceará.

A grande exposição anual de orquídeas do Ceará, mais uma vez no bucólico espaço onde a Universidade Federal do Ceará preserva a memória daquele grande escritor, será aberta ao público às 14 horas da sexta-feira (22), prosseguindo até as 18 horas. A visitação continuará por todo o sábado (23), das 8h às 18h, e no domingo (24), das 8h às 17h.

“No FestOrquídeas, qualquer cultivador de orquídeas pode expor suas plantas, desde que elas não tenham sido retiradas de seus ambientes naturais, mas adquiridas em orquidários autorizados a produzir e comercializar orquidáceas”, comenta a presidente da ACEO, Juliana Coelho. Troféus são destinados às mais belas flores, segundo a apreciação de uma Comissão Julgadora e dos próprios visitantes, que se encantam com a beleza das flores e fotografando-as para depois exibir as imagens nas redes sociais.

Este ano, estarão presentes dois orquidários comerciais – o KS Orchids (Pindamonhangaba-SP), e o Santa Gertrudes (Pindoretama-CE). No entorno da exposição, uma feirinha oferecerá material de apoio ao cultivo de orquídeas (adubos, defensivos, vasos, suportes, substratos, etc.), além de artesanato e plantas ornamentais, como Adeninum, cactos, suculentas e bromélias. Em diversos horários serão oferecidas, gratuitamente, oficinas de cultivo de orquídeas e de outras práticas de jardinagem.

O cartaz da exposição foi concebido pelo jornalista e web designer Marco Antônio Vasconcelos, que, para ilustrá-lo, se utilizou de imagens de orquídeas cultivadas e fotografadas por membros da Associação Cearense de Orquidófilos.

O FestOrquídeas é aberto ao público com entrada e amplo estacionamento gratuitos. Mais informações sobre o evento e a respeito da ACEO podem ser obtidas pelo telefone (85) 98538-9258/ 98782-8097, pelo e-mail orquidofilos.com@gmail.com ou por meio do site http://www.orquidofilos.com. Os interessados em cultivar orquídeas e obter mais informações sobre os tipos e cuidados com as plantas, podem também participar das reuniões da Associação Cearense de Orquidófilos, que acontecem todos os terceiros sábados de cada mês, às 15 horas, na Casa de José de Alencar e são abertas a todos os interessados.

Sobre as orquídeas

Existem, em todo o planeta, mais de 1.800 gêneros de orquídeas, cada um deles abrigando certo número de espécies. No total, são mais de 35 mil espécies espalhadas por todos os continentes e ecossistemas. Dentre elas, 2.500 ocorrem no Brasil, cerca de 100 no Ceará. Acrescentem-se aqui, os híbridos naturais e aqueles produzidos pelo homem. Esses são registrados pela Royal Horticultural Society, da Inglaterra, onde já somam mais de 100 mil.

As flores das diferentes espécies se diferenciam fortemente umas das outras – em tamanho, cor, textura, perfume. O que faz com que todas sejam chamadas de “orquídea” é a estrutura, sua morfologia. A flor da orquídea apresenta três pétalas e três sépalas. Estas últimas têm a função de proteger as pétalas, antes de o botão desabrochar. Ao se abrirem, as seis peças florais formam um conjunto harmônico.

Geralmente plantas que possuem uma rica variedade de espécies têm grande utilidade para as indústrias de produtos medicamentosos ou de beleza. As orquídeas, porém, são utilizadas, em sua maioria, apenas como plantas ornamentais. Na lista dos usos mais comerciais das orquídeas está a produção de baunilha, feita a partir dos frutos das espécies que pertencem ao gênero Vanilla.

Serviço

12º FestOrquídeas de Fortaleza

Data: 22 a 24 de fevereiro de 2019

Local: Casa de José de Alencar (Av. Washington Soares, 6055)

Exposição e venda de orquídeas, oficinas de cultivo de orquídeas (participação gratuita), feira de plantas ornamentais, acessórios de jardinagem e presença de expositores do Ceará e estados vizinhos.

Entrada e estacionamento grátis.

Informações: http://www.orquidofilos.com

Programação completa

Sexta-Feira (22/02)

8h às 13h – Recebimento de plantas

13h às 14h – Julgamento

14h – Abertura oficial

14h às 18h – Visitação

Sábado (23/02)

8h às 18h – Visitação

9h – Oficina Cultivo de orquídeas (Elza Ferreira, da ACEO-Associação Cearense de Orquidófilos)

11h – Oficina Cultivo de mini-jardins (Júlio César de Sousa, da ACEO)

14h – Oficina Cultivo de orquídeas em apartamento (Ademir de Oliveira, da ACEO)

16h – Oficina Cultivo de Adenium (Vera Lúcia M. Coelho, da ACEO)

Domingo (24/02)

8h às 17h – Visitação

9h – Oficina: Cultivo de orquídeas (Elza Ferreira, da ACEO)

11h – Oficina: Cultivo de orquídeas (Ítalo Gurgel, da ACEO)

14h – Oficina: Cultivo de orquídeas (Amália Paiva, da APO-Associação Paraibana de Orquidófilos)

16h – Entrega de troféus

17h – Encerramento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s