Silvania de Deus lança coleção IMERSA no DFB Festival 2019 em celebração a 20 anos de sua marca autoral

A marca cearense mostra 43 peças em 30 looks, inspiradas nos ciclos da vida feminina e convida as mulheres a se despirem da opressão para se revestirem de autoestima

Com o tema “Vai dar Praia”, o DFB Festival, maior encontro da moda autoral da América Latina celebra 20 anos, levando essa edição do evento a ocupar as areias do aterro da Praia de Iracema. Nenhum outro lugar seria mais “a praia” do que esse habitat inspirador e local de comunhões artísticas para a estilista Silvania de Deus mostrar suas novas criações em vestimentas e acessórios, afinal é na Praia de Iracema aonde há duas décadas ela mantém o seu ateliê (na Rua dos Tabajaras, nº 660) e se inspira a criar encantamentos feitos à mão, em formas exclusivas e diversas de tecer a moda.

A partir das 21h do sábado, dia 18 de maio, o desfile de Silvania de Deus sobe à passarela com a nova coleção IMERSA, tendo a honra de encerrar em grande celebração os 20 anos de ciclo também do DFB Festival, que coincide com o mesmo período da marca cearense, cuja presença nesse certame de moda vem desde a sua primeira edição. O desfile da estilista para o comemorativo 2019 sugere estar conceitual e vividamente IMERSA nessa imensidão de fabulações criativas, em “um mergulho na parte mais profunda de mim”, revela Silvania, que contará as duas décadas de lançamento da sua marca autoral, renovando criações inspiradas nos “ciclos” femininos e com detalhamentos inéditos ao contar as histórias de cada roupa nas passagens pela passarela.

O desfile trará entre as modelos, clientes convidadas por Silvania de Deus para impor ainda mais a sua principal marca de estilo, vestir mulheres reais. Uma das modelos entrará com um vestido que traz as lembranças originais dos 20 anos de sua feitura. Nesse ambiente de enternecimento memorável e com vislumbres de revestimentos futuros, o tom musical ecoa na voz firme e envolvente de Lorena Nunes, que vai encantar ao vivo com seu groove, acompanhada pelo dedilhar vívido de Cláudio Mendes no piano.


A Coleção IMERSA de Silvania de Deus

Mas por que a inspiração são os Ciclos? Silvania responde com propriedade criadora: “a vida feminina é marcada por ciclos; e esse desfile é para nós, mulheres. Convido todas a celebrarem comigo”, reitera. Nesse festejo, Sil – como é mais carinhosamente reconhecida – exibe na coleção IMERSA uma mulher atual, sempre conectada, convidando-a a se despir da opressão e se vestir de autoestima. Essa benquerença é a maneira hábil, forte e ao mesmo tempo delicada com que Sil sempre trabalhou o conceito de roupa viva, “que entende o corpo feminino”, explicita. A estilista referencia ainda que, como ela própria Sil, “essa mulher imersa é intensa, livre, preta, intrigante, independente, inventiva, humana”!

As três dezenas de peças que compõe a nova coleção vêm em 30 diferentes looks, trazendo desde a alfaiataria bem natural, em tecidos como algodão orgânico e linho; aos bordados de Maranguape, que nascem das mãos ágeis e talentosas da mestra Maria do Carmo; estampas artesanalmente manufaturadas (a maioria exclusivas para a marca da Sil) – sejam em serigrafia manual ou estampas digitais, estas patrocinadas pela Casa que nos habita com desenvolvimento pela designer Juliana Azevedo. Ainda pespontam os crochês nobres, construídos por mãos habilidosas, como também o macramê, que revisitam as minúcias feitas no início do ateliê da Silvania. Nesse mergulho da IMERSA não ficariam de lado os maiôs, que se revelam imponentes como moda praia chique, pois é assim que vamos comemorar o DFB na Praia de Iracema, o mesmo lar da Sil.

E para coroar esse arco-íris de celebrações, a cartela multicor das roupas, que vislumbram os reflexos e matizes a colorir as peças nos tons dos ciclos dos dias, das manhãs às tardes e noites da nossa Praia de Iracema. Na mesma harmonia de tonalidades, a iluminação do palco na orla acompanhará os efeitos para simular também essas colorações dos ciclos diários. Além de maravilhosas jóias assinadas pela Telma Aguiar, acessórios finos também lustram os vestuários na nova coleção da Sil com brincos, pulseiras, braceletes, todos em metais, alguns desenhados pela ex-modelo e designer Sandra Luck, executados pela maestria da Componentes, outra marca apoiadora do desfile. O flutuar na passarela vem dos sapatos com o salto de nível criador da Fridíssima (por Lígia Nantua), que também comunga nessa parceria.

E sim,“Vai dar Praia”, “IMERSA” e mergulhada nas pulsações da SIL!


O ATELIÊ e os FUÁS da SIL

Na Praia de Iracema desde 1999, em plena rua dos Tabajaras nº 660, a estilista Silvania de Deus com seu Ateliê da Sil dão vida e também conjugam coletivamente criações. Nessas duas décadas no mesmo endereço em Fortaleza, o Ateliê da Sil é o lugar de trabalho da estilista, onde a criadora elabora e produz suas invenções, junto à equipe. Lá, cada roupa que se apresenta, passou pelas mãos cuidadosas da própria Sil, que coordena o processo todo. A criação no Ateliê da Sil é “um modo de nos sentirmos mais bonitos. Um modo de sentir no corpo, feito roupa”, revela.

Tanto por dentro do próprio local, onde se encontram as roupas e acessórios da marca, quanto em eventos multiplicadores da grife _ caso do Fuá da Sil, evento que há 5 anos se tornou uma amplificação dos envolvimentos culturais e dos encontros afetivos impulsionados pela Silvania de Deus, sua equipe e convidados. Nos saraus, que adentram até na casa contígua da criadora, o ateliê da estilista promove uma série de movimentos e apresentações culturais, que também fluem e se unem à moda comportamental e humanizada da Sil.


A Coleção IMERSA por SILVANIA DE DEUS

Essa é só mais uma das muitas histórias

que se cruzam dentro desse ciclo.

Uma parte da minha história, um

mergulho. Um mergulho profundo para

o invisível, um olhar para dentro, um

olhar para o que não aparece.

Um encontro comigo. Com minha

mulher. Com meu corpo feminino e

preto. Corpo marcado por uma raça.

Sobre transformar essa marca em

amor, afeto, roupas.

Sobre elas, minhas mulheres, sobre

irmandade, sobre nossos marcos e

rituais – nascimento, casamento,

mortes.

É sobre ser forte e emocional, mas

também dizer que não há problema em

mostrar sua vulnerabilidade; não ter

que dar uma cara de bravura.

Um mergulho pra se encontrar com

os espíritos livres, dinâmicos, sempre

em movimento. Sobre se despir de

opressão pra se vestir de autoestima.

É sobre afirmar minha fisicalidade

feminina, livre, forte, liberta. É sobre

viver de criatividade e transformar

corpos através disso.

É sobre as muitas que habitam em mim,

em ti, em todas nós


Serviço:

DFB FESTIVAL 2019

15 a 18 de Maio

Aterro da Praia de Iracema

Entrada Gratuita

Censura 12 anos


Desfile IMERSA de Silvania de Deus

Dia: 18 de Maio às 21 horas

Sala: 1

Local: Aterro da Praia de Iracema

Entrada: Retirada dos ingressos gratuitamente no local

Classificação indicativa: 12 anos


Ateliê da Sil – Roupa feita à mão!

Onde:Rua dos Tabajaras, 660, Praia de Iracema

Funcionamento: das 10h às 18h, durante todos os dias do DFB

Fone:(85) 3032.3574 / 98144.7221

Site:www.ateliedasil.com.br

Facebook:www.facebook.com/AteliedaSil/

Instagram: @ateliesilvaniadedeus

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s