Você já levantou de uma vez e sentiu tontura? Entenda o que pode ser!

Você já levantou de uma vez e sentiu tontura? Entenda o que pode ser!

Apesar de ser chamada de vertigem posicional paroxística benigna, a condição é mais conhecida como VPPB. Trata-se de um distúrbio comum, que causa curtos episódios de vertigem em resposta a mudanças na posição da cabeça que estimulam os canais semicirculares do ouvido interno.

Nesse sentido, as pessoas com vertigem têm uma falsa sensação de que elas, seu ambiente, ou ambos estão se movendo ou girando. A maioria dos pacientes descreve essa sensação desagradável como “tontura”, embora alguns frequentemente também utilizem a palavra “tonto” para outras sensações, como estando atordoado.

A vertigem “posicional” significa que a vertigem surge quando a pessoa muda a posição, por exemplo, estar deitada na cama e virar a cabeça. “Benigna” significa que o distúrbio não é perigoso.

“É preciso ter atenção redobrada com os idosos. Isso porque a VPPB afeta com mais frequência esse grupo de pessoas, causando o desequilíbrio em pessoas mais velhas, o que pode levar a quedas e possivelmente lesões”, destaca o médico otorrinolaringologista, da Cooperativa de Otorrinolaringologia do Estado do Ceará (Coorlece), Francisco Tiago Chagas.

Causas

Uma mudança na posição da cabeça – tipicamente girando a cabeça sobre o travesseiro ao acordar de manhã ou inclinando a cabeça para trás para alcançar uma prateleira alta – desencadeia a maioria dos episódios desse distúrbio.  A VPPB geralmente se desenvolve quando partículas de cálcio (otoconia), que são normalmente incrustadas em uma parte do ouvido interno (o utrículo e o sáculo) são deslocadas e se movem para outra parte do ouvido interno (mais comumente o canal semicircular posterior).

Tratamento

A VPPB é facilmente tratada. As partículas simplesmente precisam ser movidas para fora do canal semicircular posterior e para a parte do ouvido onde elas não causem sintomas. Fazer isso requer uma manobra tipo cambalhota da cabeça, chamada de manobra de reposicionamento canalicular, como a manobra de Epley.

O procedimento melhora imediatamente a vertigem em cerca de 90% das pessoas. Repetir a ação pode ajudar mais algumas pessoas. Em alguns pacientes, a vertigem é recorrente. Se isso ocorrer, a manobra é repetida. As pessoas podem ser ensinadas a fazer o procedimento em casa em caso de vertigem recorrente.

Outro tipo de ação que pode ser feita em casa, chamado exercício de Brandt-Daroff, é também eficaz no tratamento da VPPB.

Anúncios